quinta-feira, 27 de setembro de 2012

O que não pode faltar em uma sala de alfabetização – Parte I

O Alfabeto


Todos concordam que ele não pode faltar, mas muitos ainda confundem de que forma deve ser exposto e como deve ser usado.

Um bom alfabeto para ser utilizado corretamente  deve ser muito simples: não precisa ser colorido, nem deve conter bichinhos, desenhos ou qualquer outra referência, pois ele mesmo é a referência. O aluno precisa acioná-lo pelas letras e não pelos atrativos.

Outra coisa que considero desnecessária é colocar o alfabeto com as quatro formas (letra de fôrma e cursiva, maiúscula e minúscula). As letras devem ser maiúsculas em formato “bastão”. Ao contrário do que muitos pensam, depois que o aluno está alfabetizado, fica muito fácil aprender as outras formas.

Encontrei no site da Revista Nova Escola, para baixar gratuitamente, o modelo de alfabeto perfeito para colocar na parede da sala: http://revistaescola.abril.com.br/pdf/alfabeto.pdf

Quanto ao uso desta ferramenta, a palavra-chave é “memorização”. O aluno precisa memorizar a ordem alfabética através de parlendas, brincadeiras, e outras atividades, pois quando precisar utilizar uma letra que não se lembra como é, irá recitar o alfabeto até que encontre a tal letra que precisa.

Não se esqueça do alfabeto de mesa, aquele que deve ficar sempre a mão para consulta na hora da escrita. Espero que gostem, usem e abusem...

4 comentários:

  1. Adorei teu blog, fiquei um tempinho longe da alfabetização e estou voltando esse ano. Ótimas dicas para relembrar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fátima... Obrigada pela visita e pelo comentário. Tudo que publico aqui, é fruto de experiências que tive em sala de aula. Que bom que está ajudando... Volte sempre que quiser... Abraço!

      Excluir
  2. ótimas suas atividades parabéns !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Eva, venha sempre que quiser... Abraço!

      Excluir