quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Atividade de escrita

    Estas atividades devem fazer parte da rotina diária dos alunos, principalmente na fase da alfabetização.

    Mesmo não sabendo escrever convencionalmente, a criança precisa de oportunidades onde possa arriscar-se a escrever de acordo com suas hipóteses de escrita.
   Nestas  atividades, os pequenos confrontam suas ideias, confirmando ou abandonando suas teorias em troca de outras que vão construindo ao longo do tempo.

     O objetivo destas atividades , nesta fase, não pode e nem deve ser a escrita convencional, mas sim proporcionar aos alunos, momentos diários de reflexão para que avancem.

     Não se trata de deixar o aluno apenas "escrever do jeito dele". No momento da atividade, o professor precisa ficar atento para fazer as intervenções necessárias de modo que o aprendizado seja efetivo.

    Os vídeos abaixo são as partes 3 e 4 do vídeo "Escrever para aprender" do Programa de Formação de Professores Alfabetizadores. Trata-se de uma jóia para quem é professor alfabetizador. Veremos um exemplo de atividade de escrita com letras móveis, a intervenção da professora e a reflexão de um grupo de professoras, incluindo a admirável Telma Weisz (pesquisadora em alfabetização e supervisora pedagógica do Programa Ler e Escrever da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo), sobre a aplicação e o resultado da atividade. 

video
video 

A escrita pelo aluno pode ocorrer por diversas formas, como por exemplo:
  • Letras móveis;
  • De próprio punho;
  • Na lousa;

E os conteúdos também são muito variados:
  • Listas de diversos temas ( animais, frutas, títulos de histórias conhecidas, etc.);
  • Textos conhecidos de memória;
  • Produção de texto por meio de legenda;
     Usando a criatividade e trocando experiências com os colegas, podemos obter muito  mais opções...

     Nesta postagem não publicarei nenhuma atividade de escrita, pois o material utilizado é muito simples ( letras móveis, lápis, papel, giz, etc...). O mais importante é o estímulo aos alunos, o tema da escrita e, principalmente, a intervenção do professor.